Inicio Modalidades "Quando penso nas palavras "campeã mundial", penso: "wow", isto foi gigante"

“Quando penso nas palavras “campeã mundial”, penso: “wow”, isto foi gigante”

Francisca Veselko “superfeliz” com título mundial júnior de surf

A portuguesa Francisca Veselko realçou a sua enorme felicidade por se ter sagrado campeã mundial júnior de surf, nos Estados Unidos (EUA), garantindo que vai lutar pela qualificação para o circuito principal e para os Jogos Olímpicos de 2024

“Estou supercontente por poder marcar história para Portugal e poder representar da melhor maneira o nosso país. Sabia que ia ser um evento com grandes nomes, com as melhores surfistas mundiais juniores, e o meu grande objetivo tinha de ser manter a consistência e estar preparada mentalmente, porque não iria ser um evento fácil de vencer”, disse à Lusa a atleta, a partir dos EUA.

A jovem, de 19 anos, que recebeu um wild card (convite) para o campeonato da Liga Mundial de Surf (WSL) em San Diego, na Califórnia, obteve na bateria decisiva, e bastante disputada, um total de 12,47 pontos (7,00 e 5,47), superando a rival norte-americana Sawyer Lindblad, que marcou 12,33 (6,50 e 5,83).

“Quando penso nas palavras “campeã mundial” é o único momento em que penso: “wow”, isto foi gigante. Fiquei superfeliz e foi 100% um “boost” de confiança”, revelou “Kika”, acrescentando que ter conquistado a vitória com o pai, o irmão Jaime, o treinador Rodrigo Sousa e outros familiares na praia “fez tudo ainda mais emocionante”.

A surfista de Carcavelos, campeã portuguesa em 2021, é a primeira surfista feminina lusa a alcançar o título mundial júnior, o mesmo feito que Vasco Ribeiro conseguiu, no quadro masculino, em 2014, destacando as boas condições que encontrou na Califórnia.

“Estiveram sem dúvida altas ondas. Para mim é ainda mais especial sair com a vitória com um mar perfeito, onde todas nós tivemos grandes oportunidades, e não foi um mar totoloto, que podia ter sido “sorte”. Foi especial ter ganhado com boas condições”, vincou.

Além do título mundial da categoria, a atleta, que começou a surfar com seis anos, qualificou-se automaticamente para as Challenger Series de 2023, que dão acesso ao circuito principal (CT) da WSL em 2024.

“O meu objetivo é qualificar-me para o CT, sempre foi o meu sonho de criança e vou continuar a lutar até lá chegar. E também tenho o objetivo de me qualificar para os Jogos Olímpicos em 2024”, finalizou Veselko, filha de pais surfistas (pai norte-americano e mãe portuguesa), que nasceu em Irvine, na Califórnia, mas foi criada em Portugal.

RELACIONADOS

Popular