Inicio Sporting Paulinho: "As pessoas olham aos nomes, a estatutos, mas temos de ser...

Paulinho: “As pessoas olham aos nomes, a estatutos, mas temos de ser humildes”

Na antevisão ao jogo com o Arouca, o avançado lembra a derrota no campeonato e avisa: “Temos de estar a um nível muito alto”

Paulinho fez uma antevisão à meia-final da Taça da Liga, amanhã frente ao Arouca, para a Liga Portugal. E o avançado dos leões deixou claro que não espera qualquer tipo de facilidades. “Será um jogo difícil. Esta é uma equipa que já nos venceu esta época. As pessoas olham aos nomes, a estatutos, mas temos de ser humildes e lembrar-nos que o Arouca já nos ganhou. Temos de estar a um nível muito alto para conseguir vencer”, começou por dizer Paulinho sobre o rival, lembrando o que aprendeu desse jogo e o que se pede ao Sporting.

“Fez-nos entender que os símbolos não jogam. A intensidade que colocamos nos jogos é que faz a diferença. Pede-se muita dedicação. Vamos ter de nos apresentar [na “final-four”] com o lema Sporting: esforço, dedicação, devoção e glória”, acrescentou.

Melhor marcador da temporada (seis golos) e de sempre (18) na Taça da Liga, Paulinho (na foto) admite que isso o deixa “feliz” e que esse facto é bom para qualquer jogador porque “dá confiança”. Contudo, defende que não é o mais importante. “Não o estou a dizer por ser um discurso bonito, é mesmo sinceridade. A felicidade chega quando ganhamos um troféu, porque é isso que fica na história. O melhor marcador daqui a dois ou três anos pode ser outro. Pela minha experiência, o auge da felicidade de um jogador é ganhar um troféu.”

RELACIONADOS

Popular